21 de fev de 2014

Comendo sozinho


Para uma criança ser capaz de comer sozinha, ela precisa ter alcançado diversas etapas no seu desenvolvimento.

Primeiro, deve ter controle postural suficiente para sentar-se sem apoio.

Precisa ter estabilidade e mobilidade de ombros, assim como, controle gradual de musculatura de membros superiores para segurar o talher e direcioná-lo à boca.

Se necessário, comece dando apoio de sua mão sobre a mão da criança para que ela realize aprendendo os movimentos necessários para futuramente aprimorá-los.

Você pode ajudá-la, inicialmente, oferecendo:

- Colher rasa e com desvio, para ajudá-lo a retirar a comida do prato e consequentemente levá-la até a boca;( uma colher mais funda, torna mais facil para a criança mais velha e mais experiente, para manter a comida na colher enquanto tenta levá-la à boca)

- Pratos infantis antiderrapante ajudam a estabilizar o prato para o bebê que está começando a comer sozinho;

... A hora do garfo... quando a criança já apresenta habilidade suficiente, com controle e acertos consideráveis ao levar a comida até a boca. Aqueles com cabo mais largo auxiliam as mãozinhas a segurar com mais facilidade.

A seguir, a faca pode ser introduzida, a fim de utilizar pratos mais rasos. Auxilia para que, a comida não caia do prato e a criança possa cortar os seus alimentos.

Baseado na obra de Liddle, T.L com Yorke, L. Coordenação Motora, Editora M.Books, São Paulo, 2007.

Por que a Terapia Ocupacional é importante para o Autismo ?

Estima-se que 60 a 70% das crianças com TEA (Transtorno do Espectro Autista) apresente um distúrbio sensorial (Adamson, 2006). Estudos têm ...