24 de set de 2012

Algumas sugestões para a intervenção cognitiva: solução de problemas com base no afeto

 
Durante o dia, há muitas situações que acontecem que são uma oportunidade para incentivar a criança a pensar e resolver problemas. Situações que não são esperadas e elas precisam comunicar o que querem obter.
Embora seja verdade que a repetição das mesmas coisas e antecipação diminui a ansiedade, e pode tornar o aprendizado mais fácil; experimentar variações inesperadas ou "surpresas" pode incentivar a criança a alcançar o que é mencionado acima (resolver um problema de comunicação)
Quando o adulto que trabalha com a criança responder às "surpresas," com curiosidade e interesse, estarão ajudando a criança quanto à sua tolerância e interesse em tudo "novo".
Caso a criança fique com medo ou se sinta muito frustrada, e seu comportamento se altere (nervoso ou irritado), é importante fornecer a mediação necessária para acalmar e ajudar a organizar e resolver o problema.
OBJETIVOS:
• Aumente a atenção - esteja mais alerto e consciente das mudanças. Perceba se a criança está enfrentando um “obstáculo” sensorial (discriminação auditiva, visual ou em outro sentido). Perceba o problema.
• Incentive a iniciativa - ajude a criança a tomar mais iniciativa e ser menos passivo. Isto significa,  não dar tudo que é solicitado automaticamente. Dê a oportunidade para a criança, reconhecer o problema e começar a fazer algo para solucioná-lo.
• Flexibilidade – ajude a criança a tornar-se mais flexível. A repetição torna a vida mais previsível. Ajude a perceber os pequenos problemas e aprender com eles.
 
• Planejamento motor – ajude a criança no sequenciamento de ações mais complexas. Se a criança tem dificuldade no planejamento motor é importante a vivencia em um atividades que tenham diversas partes, para que a criança comunique o que quer por gestos, palavras ou ações.
• Incentive a "trabalhar" – peça para a criança a participação no “trabalho” em casa, dê uma função social no ambiente familiar; assim você estará encorajando a competência, organização e participação no dia a dia da família. Há muitas tarefas de casa, que requerem sequenciamente, trabalho com as duas mãos, como por exemplo: pendurar roupas.

Identifique oportunidades para a SOLUÇÃO DE PROBLEMAS
 
Para identificar essas oportunidades para a solução de problemas, comece a pensar em tudo o que você faz com a criança durante o dia:
 
  o que você faz rotineiramente pela criança;
  o que a criança espera que você faça;
• o que a criança faz por si mesma;
• o que a criança quer e o onde você precisa ir
• pense nos desafios diários.
Você pode pensar em coisas que estão sob cada item e começar
para "criar mudanças ou problemas".
Por exemplo: se a criança senta para comer e não há talher, o que ela faria ? Se na hora de colocar as meias, você as coloca na mão da criança ? Se o briquedo está distante e a criança quer, o que você faz ?
Comece a pensar em muitas e pequenas situações que você pode modificar no ambiente da casa, e que a criança para resolver deverá ampliar a forma de se comunicar.
É muito provável que a criaça se sinta frustada, irritada e surpresa com a nova situação. Então, aproxime-se da criança e ofereça apoio para ajudá-la. Tente entender o problema e ajude a criança a se organizar.
(Sugestões extraídos literalmente de notas do Dr. Wieder Serena, materiais em seu curso de formação, "Fundamentos para o Buliding Crianças e Famílias ", New York Conferência, 20 de junho de 21, 2004). De Maria Aggio

Preparando-se para a Escrita: Descanse o Lápis e Vá Brincar nas Barras!

As mãos da criança são uma importante ferramenta para o aprendizado. Com as mãos, ela controla o mundo à sua volta, constrói e cria tudo qu...