5 de set de 2010

Converse com seu bebê com carinho

Inúmeros estudos comprovam que o feto é capaz de responder aos estímulos externos, seja da própria mãe ou do meio ambiente. A partir do quinto mês, ele já tem a audição plenamente desenvolvida, sente gosto, é sensível à luz e reage ao tato. Mas é com a audição que ele tem contato com o mundo exterior através dos ruídos do corpo da mãe, principalmente com as batidas do coração. Sabe-se que o rítmo regular da pulsação do coração da mãe deixa o bebê sossegado e, se a pulsação se acelera, seu coraçãozinho bate duas vezes mais depressa. As palavras ternas e carinhosas e a música suave o tranquilizam, mas gritar e ouvir música estridente aceleram as batidas do coração e o deixam estressado.



Uma pesquisa mostrou que se a mãe contar repetidamente uma história a partir do quinto mês, e depois do nascimento a repetir enquanto amamenta, o bebê aumenta a quantidade de sucção de leite, o que pode indicar que reconhece a história. Isso mostra que a ligação do feto com a mãe se dá principalmente através da palavra. Não é de estranhar, portanto, que a voz da mãe tenha um efeito quase mágico e, logo após o nascimento, acalme o bebê antes mesmo dele reconhecer seu rosto.



COMO FAZER A ESTIMULAÇÃO



- Durante a gravidez, fale sempre com o seu bebê como se ele já estivesse nascido e a acompanhasse por todos os lugares. Use a voz com suavidade, mas não em tom muito baixo.



- Conte histórias curtas repetidamente.



- Cante canções e toque músicas suaves durante alguns minutos por dia, principalmente antes do bebê adormecer.



- O pai também deve conversar com o bebê para que ele se acostume com a sua voz.



Fonte: Como estimular a inteligência de seu filho

Por que a Terapia Ocupacional é importante para o Autismo ?

Estima-se que 60 a 70% das crianças com TEA (Transtorno do Espectro Autista) apresente um distúrbio sensorial (Adamson, 2006). Estudos têm ...